Troca de Sementes Crioulas

Vivemos em tempos de extrema ameaça da agrobiodiversidade. Sementes crioulas, melhoradas e cuidadas por centenas de anos, estão sofrendo contaminação. Diante de grandes ameaças vindas de empresas sementeiras e do Agronegócio e uma vez que a agricultura moderna tem ocasionado a mercantilização e a perda acelerada da agrobiodiversidade pela substituição de cultivares crioulas e tradicionais por cultivares modernas, geneticamente modificadas e patenteadas e altamente dependentes de insumos químicos e fertilizantes,aumenta cada vez mais a necessidade da criação de espaços que valorizem e estimulem o cultivo e as trocas das sementes crioulas e tradicionais, que além de estarem intrinsecamente vinculadas ao aspecto alimentar/nutricional das comunidades em que se inserem, se relacionam visceralmente com as culturas e os modos de vida comunitários aonde se inserem. O trabalho com as sementes crioulas defende o direito dx agricultxr à sua própria semente localmente adaptada, a agrobiodiversidade, e com isso a soberania alimentar. Dentro destas práticas as festas e feiras de sementes crioulas tem sido um espaço de reunir Pequenos Agricultores, Guardiões das Sementes Crioulas, Técnicos, Consumidores e Defensores da Natureza com o objetivo de fazer trocas de sementes e de experiências no cultivo, no melhoramento, na multiplicação e no armazenamento de sementes. A utilização e o compartilhamento das sementes crioulas visam exatamente o resgate e o aumento na utilização da sociobiodiversidade de cada localidade em contraponto ao processo homogeneizante e mercantilizador da agricultura convencional.

Nessa perspetiva a realização das Feiras de Trocas de Sementes Crioulas é um momento de animo mútuo, de troca de experiência, como também um momento de divulgação do assunto para toda sociedade: Campo e Cidade precisam estar juntos no cuidado da biodiversidade. As Feiras são um eixo central de atuação da Rede durante seus encontros nacionais, pela participação da REGA na promoção de feiras em eventos em parceria com outras organizações e articulações bem como fomentadas por parte dos coletivos que a integram em suas respectivas localidades de atuação. Exemplos de feiras realizadas pela Rede foram: a Feira de Troca de Sementes Crioulas que aconteceu no Espaço REGA no Território das Juventudes entre os dias 15, 16 e 17 de junho de 2012 durante a Cúpula dos Povos – Rio de Janeiro/RJ. A Feira de Troca de Sementes Crioulas no III Encontro Internacional de Agroecologia (EIA) – Botucatu/SP entre os dias 31 de Julho à 3 de Agosto de 2013 e a Feira de Sementes Crioulas durante o III Encontro Nacional de Agroecologia (ENA), que aconteceu entre os dias 16 à 19 de maio de 2014 em Juazeiro/BA.

Feira de Troca de Sementes promovida pela REGA no III Encontro Internacional de Agroecologia que aconteceu em Botucatu de 31 de Julho à 3 de Agosto de 2013.

Anúncios

2 comentários

  1. Gostaria de comprar semente de milho criolos .sou do estado do Tocantins em Guaraí. 63 99874554.Telefone de contato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s